Seguidores

*** NIJU KUN: 1- Não se esqueça que o Karate deve iniciar com saudação e terminar com saudação; 2- No Karate não existe atitude ofensiva; 3- O Karate é um assistente da justiça; 4- Conheça a si próprio antes de julgar os outros; 5- O espírito é mais importante do que a técnica; 6- Evitar o descontrole do equilíbrio mental; 7- Os infortúnios são causados pela negligência; 8- O Karate não se limita apenas à academia; 9- O aprendizado do Karate deve ser perseguido durante toda a vida; 10- O Karate dará frutos quando associado à vida cotidiana; 11- O Karate é como água quente. Se não receber calor constantemente torna-se água fria; 12- Não pense em vencer, pense em não ser vencido; 13- Mude de atitude conforme o adversário; 14- A luta depende do manejo dos pontos fracos (KYO) e fortes (JITSU); 15- Imagine que os membros de seus adversários são como espadas; 16- Para cada homem que sai do seu portão, existem milhões de adversários; 17- No início seus movimentos são artificiais, mas com a evolução tornam-se naturais; 18- A prática de fundamentos deve ser correta, porém na aplicação torna-se diferente; 19- Não se esqueça de aplicar corretamente: alta e baixa intensidade de força, expansão e contração corporal, técnicas lentas e rápidas; 20- Estudar, praticar e aperfeiçoar-se sempre."

DVDs de Karate-Do

VENDA DE DVDs

O Melhor da Net

Nihon Karate Kyokai Mão de Ferro Escola de Karate-Do do Brasil Karate Santamariense Mosteiro Zen Morro da Vargem Jutsko - Gustaaf Lefevre Junior Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem

Visualizações

Visitantes

Translate

COPA SÃO PAULO DE KARATE

No dia 21 de agosto de 2010 foi realizada na cidade de São Paulo/SP, a Copa São Paulo de Karate, competição interclubes de âmbito nacional, organizada pela Federação Paulista de Karate (FPK), entidade máxima de administração da modalidade naquele estado. Foram avidamente disputadas nas competições de kata (luta imaginária com formas pré determinadas) e shiai kumite (luta por pontos), as categorias individuais para as classes Pré Mirim (até 5 anos), Mirim (6/7 e 8/9 anos), Infantil (10/11 e 12/13 anos), Cadete (14/15 anos), Junior (16/17 anos) e Senior (18 anos em diante). O evento contou com a presença de mais de seiscentos atletas do Distrito Federal, e dos estados do Amazonas, Paraná, Santa Catarina, São Paulo e Rio de Janeiro, incluindo os medalhistas do Pan Rio 2007 Juarez Santos e Vinícius Silva, além de Maria Cecília de Almeida Maia, a Ciça, Campeã Mundial em 1998.
Vinícius, Ciça, Eric, José Roberto e Juarez


Para representar Maricá/RJ, a Associação Maricaense de Karate (AMK) enviou o atleta Eric Henrique Braga, 15 anos, (Campeão Pan-Americano em 2008) e o técnico José Roberto Braga, 36 anos, para reforçar a equipe da Federação de Karate do Estado do Rio de Janeiro (FKERJ). Após três anos, Eric Henrique Braga retornou ao Ginásio Mauro Pinheiro, "templo" do esporte que na ocasião o consagrou no 9º Campeonato Brasileiro Infantil de Karate ao faturar o seu primeiro título brasileiro. Dados os seus expressivos resultados, realmente os ares deste mega ginásio parecem lhe fazer muito bem. Vale a a pena rever sua a performance na final do Brasileiro 2007:



Na competição de kata, Eric iniciou na fase Shitei (kata obrigatório) com o seu predileto Kanku Dai (contemplar o céu - versão original). Convincentes 3 x 0 classificaram-no para a fase Tokui (livre), na qual realizou o kata Kanku Sho (contemplar o céu - versão do Mestre) e contundentes 3 x 0 conduziram-no com tranqüilidade a semifinal.
Eric não se abateu com a pressão da torcida paulista e realizou um competente kata Unsu ("mãos de nuvem" ou "separando nuvens"), que lhe assegurou uma vaga na grande final da categoria Cadete ao vencer por 2 x 1 o atleta Guilherme Girelli do clube Okinawa (SP).
O aguardava na final o Campeão Paulista da categoria. Após ver seu adversário realizar um consistente Suparimpei (108), Eric executou o kata Enpi (vôo da andorinha), que apesar de bem realizado não foi páreo, mas suficiente para lhe assegurar uma importante medalha de prata. Na língua chinesa (mandarim), Suparimpei significa 108, que é um importante número no budismo. O Suparimpei é um kata de 108 movimentos e conta com uma explicação legendária. No ano 1600, existia na China um grupo de 108 guerreiros que viajavam pelo país roubando os ricos para dar aos pobres. Eles eram conhecidos pelo nome de “as 108 mãos”. Após inúmeros conflitos, foram derrotados e separados sendo que um destes homens chegou a escola do Mestre Ryuko, onde ensinou um kata a Kanryo Higashionna Sensei, que por sua vez desenvolveu-o. Este kata recebeu o nome "108" em alusão a honra dos 108 guerreiros. Voltando a competição, em shiai kumite, sua especialidade, Eric Henrique mostrou suas "garras" e conquistou o título de Campeão da Copa São Paulo.Clique aqui e conheça os resultados da 1ª Copa São Paulo de Karate.


Roubou a cena do evento a tecnologia desenvolvida por José Roberto Braga e o paulista Carlos Henrique Quadros. Em quatro dos oito koto (áreas de tatame) da Copa São Paulo de Karate, foram instaladas telas LCD de 42" que valorizaram os feitos dos atletas. Conheça o Sistema Ronin de Placares Digitais.Próximos desafios:

Para conhecer mais sobre estes guerreiros acesse nosso site http://www.karateamk.com/ ou contate-nos pelo e-mail joserobertoamk@gmail.com .

José Roberto Braga
Prof° Ed. Física, CREF 031403-G/RJ, faixa preta 3° dan e Diretor Técnico da AMK

4 comentários:

César Estivales disse...

Parabéns para todos atletas e professores, José Roberto!

Forte abraço!

Estiv.

ROBERTO CORREDOR disse...

PARABÉNS!

O GAROTO É UMA FERA!

CORREDOR

Carlos Henrique Quadros disse...

Roberto, parabéns para o Eric. Vamos em frente!

Ops! Viramos ladrões. "Roubamos" a cena! rsrssrs

Vale a pena ter o reconhecimento pela utilidade daquilo que fazemos!

Anônimo disse...

Vamos em frente!

Estórinha da Mônica (Mauricio de Souza) que disse para uma pessoa que queria parar na escada da "evolução espiritual": Vamos em frente! Não podemos parar...